se as vossas riquezas aumentarem, não ponhais nelas o coração”(Salmos 62:10)

“Não confieis na opressão, nem vos vanglorieis na rapina; se as vossas riquezas aumentarem, não ponhais nelas o coração” (Salmos 62:10).

se as vossas riquezas aumentarem, não ponhais nelas o coração" (Salmos 62:10).

Você Já ouviu alguém pregar este tema ? Talvez sim, mas confesse, que muito pouco né mesmo ? principalmente por se tratar da era do capitalismo tão incisivo na busca desenfreada de conquistar coisas!

O interessante é que o texto não está declarando que seja errado, o que também não deixa de ser outra aberração neste caso dos radicais que são contra a teologia da prosperidade. Na teologia da prosperidade também há seu lado bom, principalmente quando orienta, e persuade de forma coerente e equilibrada a ter o desejo de prosperar e ser canal de benção para si e para os outros.

Sair do estado de miséria, e complexo de inferioridade, possuir o melhor desta terra vivendo em harmonia, paz de espírito sempre abençoando aos que estão ao seu redor para glória de Deus.

Mas daí vir o problema, a questão não é o dinheiro, e sim o amor ao dinheiro. É quando pomos nas riquezas, no dinheiro, o nosso coração de forma que nos deixamos enganar por tantas seduções que ele nos oferece!

Equilibre-se, não permita que por tão pouco (seja este tão pouco) toda a fortuna de Bill Gates, lhe tire a simplicidade de caminhar olhando nos olhos das pessoas, sempre com carinho e amor, genuinamente como todos deveríamos, mas acima de tudo não se esquecendo de Deus, de quem se originou tudo em todos!

“O coração do sábio o inclina para a direita, mas o coração do tolo o inclina para a esquerda.” (Eclesiastes 10:2).

Pense Nisso,

Em Cristo, que tem para nós infinitamente mais do que imaginamos e pensamos!

Fernando Macedo

O servo menor

1 comentário

  1. Celso Jardim disse:

    Bom dia Pr. Fernando. Anotei esta mensagem e pretendo retransmiti-la aos membros da Igreja onde me congrego. Trata-se de uma grande Igreja, onde há vários membros abastados. Espero contribuir para manter o foco de suas vidas no que realmente interessa.

Deixe seu comentário