Minha mãezinha não está mais ali. Por Fernando Macedo

Na quarta feira(15), após participar da cerimônia de sepultamento do sr. Bento, já que estava lá no mesmo local onde minha mãezinha foi sepultada, fui até o seu túmulo. Enquanto caminhava naqueles campos verdes, lembrei que nunca havia visitado antes, nenhum túmulo após sepultamentos, (avós e tios) visto que pelo poder do evangelho que aprendi desde criança, sempre soube que esta é a lei da vida, morre o corpo, volta para o pó de onde foi tirado (Génesis 2:7). O espírito abandona o pó e volta para Deus, que o deu (Eclesiastes 12:7; Gênesis 2:7; Salmo 146:4).

Sim, ela não está ali, está com o Senhor. Olhando para aquele mármore e seu lindo nome histórico dado pelos seus pais ali registrado “Lucília Pereira Macedo” embora ela gostasse de ser chamada de Lúcia, sei que será mudado. Sim, visto que, ela receberá um novo nome em uma pedrinha branca que só ela saberá. (Apc 2:17).

Minha mãezinha linda, sei que você não pode me ouvir nem me ler, mas ouvir das pessoas o quanto você se orgulhava de mim, é uma mistura de sentimentos, feliz por saber, mas triste por não poder ter lhe dado tudo o mais que merecia. Eu estou aqui chorando não de tristeza mas de saudade!

Não há sequer um único dia que eu não lembre de você e tudo que representou não apenas a mim como a milhares. Foi tão maravilhoso ser seu filho, e maravilhado como todos por onde quer que eu passe se refere a você, me gera muito orgulho, mesmo sabendo que você era isso e muito mais. Lembra de como eu lhe apresentei aos amigos naquele último sábado? “-Essa é minha mãe, minha rainha”!!! E como foi bom ver o brilho de seus olhos…estava tão linda, cheirosa e alegre… Que dor de saudade, esperar para rever a senhora. “Bem-aventurado aquele cuja esperança está posta no Senhor” (Salmo 140:5).

Em Cristo, sendo consolado

Fernando Macedo

 

TAGS: , ,

0 Comentários



Deixe o seu comentário.

Deixe seu comentário