Duas notícias, duas mortes, uma vida, a sua! Por Fernando Macedo

Hoje pela manhã no caminho ao trabalho, ouvi na rádio band news fm, (ao qual escuto todos os dias), a notícia: O cantor Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Charlie Brown Jr. foi encontrado morto, em casa! A notícia segue ainda: “A Policia técnica está no local e encontrou drogas na cozinha, local onde o corpo foi encontrado”. Acredita-se que tenha sido por overdose, e por mais que esteja cedo para afirmar, muitas coisas, além de seu histórico e eventuais momentos em que não só afirmou usar como foi encontrado muitas outras vezes sob efeito de entorpecentes. Uma perca, quando não para os que não eram fãs, é uma perda para família, é uma perda para vida! É o momento onde deveriam cessar os boatos ofensivos e prestar nosso luto, mas sabemos que principalmente nas redes sociais teremos uma enxurrada de discussões sobre drogas, rebeldia, quem é a favor, quem é contra, céu, inferno etc, etc; e assim tudo se repete, não há nada de novo debaixo do sol, já dizia o pregador! Tem uma frase do próprio Charlie Bronw que explica ou ao menos expressa o que ele mesmo pensava sobre isso:

Você tem o direito de falar o que pensa
Mas não tem o direito de julgar quem não conhece
Liberdade de expressão é um direito de todos
Mas em vez de falar, então faça algo que preste

Chorão

Chorão, Charlie Bronw Jr. morreu

Ainda ontem tinha acompanhado a noticia de morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Que também tem frases celebres e polêmicas, de muitos ataques aos adversários, mas que com o passar do tempo pareceu que o repertório foi mudando e tornando menos agressivo e mais otimista a si e também aos outros, ou não?:

“Na verdade, estou boxeando com a mão esquerda amarrada e com uma perna amarrada, estou brincando num só pé”.  “Viveremos e venceremos!” (Hugo Chávez)

VENEZUELA CHAVEZ hugo morte

VENEZUELA CHAVEZ hugo morte

Depois de ter sido diagnosticado com câncer, Chávez deixou de utilizar a frase “pátria socialista ou morte” e a substituiu por uma mais otimista, ao menos é o que parecia. Não estaria ele atentando mais para a vida? Não aquela externa, onde todos vêem do líder político e revolucionário, mas a vida em si, a sua vida?

Um político o outro músico, pessoas que marcaram a vida de muitos cada um em sua esfera. Com o devido respeito a memória deles, digo: Tantos outros morrem, todos os dias, toda hora! Agora mesmo está morrendo alguém, ou está nascendo alguém. Este é o ciclo da vida. As diferenças estão também na repercussão da mídia, e na ênfase dada a cada situação seja de ordem “marqueteira” ou “política” ou outras vezes com intuito de veicular uma informação a todos quantos puderem alcançar, mas a pergunta é, e a vida? Como está ela? Como está a sua vida? Como está a nossa vida?como temos vivido? Seja com alegrias ou tristezas, a questão é o que e como estamos reagindo a isso? Hoje choramos a morte de um artista, mas existem tantos outros artistas morrendo do seu lado todos os dias, sim, artistas da vida! E o “você” ? tambem não está morrendo? Se não, cuidemos da nossa vida, ou da nossa morte! Cuide-se, pois a vida e morte passam para todos, noticiados ou não. Ame mais, beije mais, abrace mais, sorria mais, arrependa-se mais, cuide-se mais, pense mais!

Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 8:38-39

Por hora, é só!

Fernando Macedo

0 Comentários



Deixe o seu comentário.

Deixe seu comentário