Chamado, Missão e Compaixão…

Chamado, Missão e Compaixão…Dinheiro, Fama e Poder! o que mais se parece com o evangelho de hoje ? ?
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir, diz o Livro de Mateus… mesmo assim tem gente brincando de ser crente.
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;

Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes…. mesmo assim ainda ficam  se preocupando em organizar mega eventos de “evangelização” e depois deixam o povo à sua própria sorte. Se preocupam com orações de prosperidade, pedidos para trocar de carro e outro monte de coisas… nem lembram de orar pelos mais desfavorecidos. Vaidade das vaidades!

A África está passando por uma das maiores secas nos últimos 60 anos, pelo menos uma parte dela. Pessoas estão morrendo e talvez a maioria nunca tenha escutado uma boa nova. Jesus não pôde entrar na sua vida. O Evangelho não pôde fazer a diferença pra elas. Mas pelo menos estamos bem, diriam alguns. Vivemos num país maravilhoso, né?!
Criança sofre com a desnutrição e a sujeira em acampamento improvisado em Mogadíscio, na Somália
Sem falar da nojenta política neste país, que surta em escândalos dos mais variados tipos, em todos os níveis…. mas falando apenas dos “de casa”. Cadê a misericórdia?
Corpo de criança de 1 ano é visto antes do enterro no acampamento de refugiados de Dadaab, no Quênia, na fronteira com a Somália
Ainda se gasta dinheiro para promover grandes eventos de “adoração”, “de liderança cristã”, “de mulheres segundo o coração de Deus”… agora tem até MBA em liderança cristã… que honra não? “Retiros de finanças”, “de princípios cristãos” e tantos outros espalhados por esse país afora, digo, mundo afora… mas quando se trata de suprir a necessidade dos irmãos missionários que estão dando o couro num país qualquer….. ah… “tenho que orar a respeito, afinal, sem provedor também é uma chamado!”
Homem da Somália refugiado no Quênia faz exame de sangue em hospital de Dadaab
O mundo tá virando do avesso e ainda o “status eclesiástico” é mais importante de ser discutido e preservado… vidas não! Palhaçada das grossas!

Mulher somaliana que se refugiou no Quênia espera por atendimento do lado de fora de um hospital, em Dadaab

Me enoja você que olha para estas fotos e não sente nada, não dá um nó no estômago, não se compadece de tudo isso.

Adam Ibrahim, um menino de 5 anos com desnutrição grave, descansa em uma tenda no campo Badbado, na Somália
Refugiada idosa aguarda para receber comida dentro de um centro de distribuição de alimentos em Dadaab, no Quênia. O local foi projetado para receber 90 mil pessoas, mas mais de 440 mil estão lá atualmente. A maioria vinda da Somália, um dos países que mais sofre com a pior seca dos últimos 60 anos na região conhecida como Chifre da África
No Novo Testamento existe pelo menos 6 passagens de Jesus, onde ele VIA e se COMPADECIA… e você? Tá vendo o quê?
Médico examina criança de sete meses de idade, que pesa apenas 3,4 kg, em hospital de Dadaab, no Quênia
A morte beira os abrigos onde crianças desnutridas lutam para sobreviver, em Mogadíscio

Abdi Ibrahim sofre de desnutrição, em Lagbogal. A pior seca no Chifre da África provocou uma grave crise alimentar. Faz dois anos que nível de chuvas está abaixo do necessário

Pode ser que diga que a África está muito longe e você não pode fazer nada.

Então pelo menos ore por eles, sei lá… não fique imune ao sofrimento e faça como Jesus.

Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

Pense sobre isso, Ele não estava falando diretamente sobre dinheiro!!!

Material fotográfico e comentários extraído do site do Terra. Mais fotos clique aqui.
Os textos bíblicos são do livro de Mateus 25.

TAGS: , , , , ,

5 Comments

  1. Elda Rabelo disse:

    Para mim,particularmente,é muito difícil contemplar estas cenas,que é de uma crueldade sem tamanho,porque elas nos causam um peso enorme,pois são seres humanos,assim como eu,como todos nós que vivemos aqui,num mesmo lugar,mais precisamente neste planeta lindo e rico chamado “Terra”,mas que esta é uma realidade dura e cruel,de um povo esquecido por muitos,e, desprezados por outros,não poucos.Diante disto,sinto-me impotente,muito impotente diante das minhas prórias limitações…Mas,calo-me,pois que,não tenho muito a dizer,visto que,não é questão de palavras,e sim,de atitudes,ainda que, reconhecendo que estou a quilômetros e quilômetros de distância deles.Assim como o profeta Jeremias,por ver a assolação de Jerusalém,tal como na África,minha alma se entristesse:”Já se consumiram os meus olhos com lágrimas,turbadas estão minhas entranhas,o meu fígado se derramou pela terra por causa do quebrantamento da filha do meu povo;pois desfalecem o menino e a criança de peito pelas ruas da cidade.Ao desfalecerem como feridos pelas ruas da cidade,ao exalarem as suas almas no regaço de suas mães,perguntam a elas:Onde está o trigo e o vinho?”(Lamentações 2:11 e 12)

  2. Cristiane disse:

    è por isso que quando fazemos a qualquer um destes pequeninos estaremos fazendo para Ele!!!

    • Pastor Fernando Macedo disse:

      Olá Cristiane, é muito bom tê-la aqui no site, seja sempre bem vinda! Com certeza, esta frase foi do próprio Jesus para que não houvesse duvida da autenticidade do real proposito dela…

  3. Andre Nascimento Carvalho disse:

    Eu, particularmente falando adoro a palavra “compaixao”,porque significa entrar em sintonia com a dor dos outros e compreede-los. Que Deus tenha a total piedade e misericordia desse povo sofrido do continente Africano. Amem!!!!

    • Pastor Fernando Macedo disse:

      Amém nobre André, é muito bom tê-lo por aqui, principalmente comentando sobre este assunto bem delicado! Continue comentando e espeo que Deus lhe mova a fazer algo por eles… um abraço!

Deixe seu comentário